Julho foi mês de passagem de graduações

 

Julho foi um mês em grande para os alunos do Instituto do Judo. No passado dia 11, os alunos mais aplicados fizeram exame de graduação e receberam os novos cintos, mais um incentivo para continuarem a treinar com afinco e espírito compatitivo. Os pais também participaram e houve até um jogo de futebol e um almoço.

O dia foi em grade e começou com uma aula conjunta entre pais e filhos. Mais novos e mais velhos fizeram exercícios em conjunto e praticaram algumas técnicas de Judo. O espírito foi de entreajuda e de companheirismo, numa prova de que o Judo é muito mais do que um desporto.

Juntos pela alegria e pelo exercício físico, alunos do Instituto e pais passaram uma manhã em grande harmonia e confraternização. Após a aula, chegou finalmente a altura dos exames de graduação. Alguns mais nervosos, outros menos, mas todos deram o seu melhor.

No final, todos passaram de cinto e receberam com alegria a sua nova graduação. Para finalizar esta magnífica manhã passada na Escola EB1/JI Águas Livres, na Damaia, houve lugar a um torneio de futebol muito animado e a um almoço de convívio entre todos os participantes e famílias.

«O mais importante é treinar por gostar da modalidade»

«Hoje, 18 atletas passaram de graduação, alguns já são cinto amarelo, outros são ainda cinto branco/amarelo, mas julgo que as aulas têm corrido muito bem e temos envolvido ao máximo os pais, como se viu hoje na festa de graduação», disse o professor Sergiu Oleinic.

«Os mais pequenos ensinaram os seus pais a fazer algumas técnicas e tivemos também um torneio de futebol conjunto, que foi muito animado», acrescentou o mestre.

«Tentamos ao máximo trabalhar com os pais e não só com os alunos, mas o mais importante é que os alunos gostam de ir treinar, não só por causa da cor do cinto, mas sim por gostarem da modalidade», finalizou Sergiu Oleinic.